quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Correr na esteira; eis a questão...

Desde quinta-feira passada não fiz nenhum treino de corrida na rua.

Não, você não leu errado; é isso mesmo...nada.
Até agora eu não coloquei o pé na rua para fazer minha planilha e hoje possivelmente também não; porque nesse momento começa a desabar uma chuva torrencial aqui em São Paulo, e a equação é simples: chuva+final de tarde+trânsito = "ENORME PROBLEMA".
Com relação à ausência dos treinos, não vou justificar nem desculpar-me, pelo simples fato que não tem desculpa. Essa estória de não ter tempo também não cola, leia isso.
O fato é que todos nós trabalhamos em nossas vidas com "prioridades" e nesse momento, talvez por não ter um desafio pontual, como foi por exemplo, a preparação para a meia maratona de São Bernardo do Campo que corri em Agosto/2008, e que cumpri a planilha de ponta a ponta; não estou impondo a disciplina que deveria com os treinos. A coisa está correndo meio frouxa; ou melhor, não está correndo nada...rs.
O máximo que estou conseguindo manter são os treinos na academia (3 x por semana).
Sábado passado, cheguei cedo na academia e tinha em mente fazer um bom treino, correto e com calma; inclusive com direito a uma corrida na esteira (é aí que o bicho pega !).
Definitivamente não consigo correr por muito tempo na esteira; o tédio toma conta de mim. Consegui fazer nessa ocasião 45 minutos, e foi um martírio. Tentei colocar um pouco de emoção; fiz 30 minutos em velocidade 8, depois mais 15 minutos em velocidade 10 e com um pouco de inclinação, depois volta da inclinação e terminei esbaforido e entediado...rs.
Quando leio relatos como esse do meu camarada virtual; é que paro e tento refletir que tenho que aceitar essas corridas, porque não é sempre que conseguimos treinar na rua ou parques. Às vezes chove, às vezes tá um frio de rachar, e o treino em esteira torna-se primordial para mantermos o condicionamento. As mulheres na sua grande maioria também treinam em esteira, pela comodidade e segurança.
Outro fator que conta é o psicológico. Um corredor não é formada só de pernas; tem a mente que impulsiona o corpo, é a famosa "sinergia".
O cara fica ali na esteira 01 hora, 1 hora e 45 minutos e isso está fortificando a cabeça também.
Se tivessem tirado uma foto minha no Sábado correndo na esteira, eu me veria desse jeito:

Portanto é algo que tenho que aprimorar e quando realmente não for possível correr na rua; que venha a esteira.

E vocês ? Quais as suas opiniões sobre o assunto, dicas, métodos; vamos jogar o assunto na mesa.

9 comentários:

Ricardo Hoffmann disse...

Grande Maurão! Eu passei por esse dilema recentemente, e o resultado vc viu no post que fez o link. Eu odeio correr em esteira e não tenho saco nenhum...acho muito artificial. Era minha escolha...correr em esteira na hora do almoço ou na rua bem cedo. Respeito muito quem consegue praticar na esteira, mas não é pra mim. Mas isso é pessoal, não tem como generalizar... nos dias de chuva, o treino é em casa, brincando com a filhota mesmo...e cansa muito mais que correr na rua. Volte aos treinos...a SS está ai.

Jorge Cerqueira disse...

Meu amigo Maurão obrigado pela visita, cara eu não sabia a dimensão que iria fazer sobre o tema tênis usado, valeu pela sua colaboração com isso vai ajudar muitos corredores, olha também já ouvi dizer de vendedores que a vida útil de um tenis são 6 meses de uso, mais eu faço o seguinte eu tenho vários tênis de corridas deixo alguns para só competir de acordo com a distância e outros só para treinos.Com certeza os meus tênis já usados não serve para nenhum corredor já está bastante rodados...rsss...
Ahhh já teve corredor me dizendo que é a favor de nós corredores doarem alguma quantia para juntar e comprar tênis para quem precisa o que vc acha, eu acho magnífico e como somos milhares de corredores e cada um doando um pouquinho que seja dá para comprar.
Olha amigo na vida todos temos que ter METAS,SACRIFICIO E DETERMINAÇÃO para se conseguir alguma coisa, faço votos que seus treinos normalize, olha tenha a mesma opinião formada que o amigo Ricardo Hoffman, odeio correr na esteira, acho muito monótomo, mais também respeito quem treina, olha eu só não treino quando está chovendo e relampiando pq é perigoso, mais se está chovendo eu adoro correr.
Valeu amigo e olha estou na torcida pelo seu sucesso hein.
Um abraço,

JORGE CERQUEIRA
www.jmaratona.blogspot.com



Um abraço,
JORGE CERQUEIRA

Unknown disse...

Grande Maurão !

Obrigado pela visita e pela mensagem, meu amigo. Olhando para trás, acho que o ideal mesmo seria ter corrido os 5 Km em Mogi. Mas agora já foi, que venham os 10 do Mané. Visando o desafio sim, mas a diversão mais do que qualquer outra coisa.

Muito bom tópico, parabéns por abordar o assunto. Também não sou fã de esteira, mas ao definir a minha rotina semanal de treinos, desde a época da preparação para a maratona, como sendo 5x corrida e 2x musculação, com 1x descanso, tive que me conformar com o fato de uma dessas sessões de corrida ser obrigatoriamente na academia, com uma série curta de musculação junto com meia hora de esteira, 15' antes e 15' depois.

Estou adaptado a tal ponto que, quando chove, neva ou furaqueia, vou na boa correr uma hora ou pouco mais na maquininha, sem chiar. Acho, portanto, que tudo é questão de criar o hábito. E que é melhor correr olhando pra parede do que não correr. Mas também saliento que se trata de uma opinião pessoal, que não sei se vale para outros corredores.

Abraço e boas corridas !

Anote o novo endereço do Arquivo:
http://fabionamiuti.hd1.com.br

G.M. disse...

Maurão,
Obrigado pela referência a este maluco que vos escreve ! (risos !)
Como você já está é aluno de academia, é fácil resolver esta dilema em relação a esteira:
É só se posicionar na máquina de trás de uma moça bem bonita (desde que a "polícia", não esteja por perto) e o tempo passa que é uma maravilha !
Nada como a visão do paraíso para tornar uma rotina (realmente) maçante em uma coisa bem agradável ! (risos !)
Obrigado !
Ass.: Guilherme.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Maurão vo te falar viu, também ODEIO correr em esteiras. Faço minhas todas as suas palavras. Correr na esteira é um martírio. Parece que você cansa muito mais e não importa o quanto você tente se destrair, não tem jeito, os Kms não passam. Utilizo esse "grande tecnológico equipamento" apenas em últimas condições, mas mesmo assim não tem jeito é horrível.O gostoso mesmo é correr na rua.

Abração

Roddy - www.blogdoroddy.blogspot.com

Maurão disse...

Hoffmann;
E vc tem a sorte de correr nessa maravilha que é o Rio de Janeiro, aí é que não corria nunca na esteira..rs.
=================================
Jorge;
O seu blog realmente está bombando e acho q já te disse isso, mas vai de novo, você escreve de uma forma que as pessoas entendem, por isso é esse grande sucesso.
Com relação a doação dos tênis, a gente poderia se mobilizar sim para a doação, estou dentro.
==================================
Namiuti;
Pois é, disse tudo: criar hábito. E vou criar, amigo.
==================================
Guilherme;
Ah, então descobrimos o seu segredo...rs. Não é a toa que se deixar você passa o dia na academia, né....hahahahahahaha.
==================================
Rodrigo;
Realmente não tem nada igual como correr na rua com o vento na cara; insubstituível !
=================================

Queria muito agradecer à todos vocês pela participação nos comentários.
Grato pela visita.
Abraço à todos ! Maurão.

Mayumi disse...

Olha, já corri por quase 3 horas na esteira! Rsrsrs. Por absoluta falta de tempo para me locomover para um parque, mesmo! Rs. Mas, confesso que requer muita, muita paciência e disciplina! Rs.

Maurão disse...

03 horas Mayumi ???...rs.
Só tendo uma paciência oriental...rs, e vc tem !!
Abraço.